BIA_SALDANHA

ambientalista,coordenadora da cadeia produtiva da borracha nativa da VEJA 

Bia  Saldanha, 54 anos, é carioca, casada, mãe de 2 filhos e vive em Rio Branco, no Acre, onde trabalha há 26 anos.

Desde 2007 é colaboradora da empresa francesa Veja Fair Trade/VERT, cuidando do fornecimento e da qualidade da borracha nativa utilizada na fabricação dos solados dos tênis da marca, e das relações da empresa com os seringueiros e suas organizações na floresta e suas instituições de apoio.

Foi sócia-fundadora da empresa Couro Vegetal da Amazônia S/A, onde trabalhou por 14 anos no desenvolvimento do couro vegetal - Treetap® em parceria com associações de seringueiros nos estados do Amazonas e do Acre. A empresa ganhou diversos prêmios, entre eles, o Equator Initiative da UNDP, na Rio+10 em Johanesburg, Prêmio do programa “New Ventures” do World Research Institute, Prêmio CNI de Design, Prêmio Chico Mendes de Meio Ambiente. A empresa teve como clientes empresas como Hermés Sellier, Reebock, Ralph Loren, Osklen e Coca Cola.

Iniciou sua carreira aos 18 anos, como empresária de moda, dona da grife Cores Vivas, em Ipanema.

Fez parte do grupo fundador do Partido Verde no Brasil, em 1985 e em 1991, fundou no Rio de Janeiro a primeira loja especializada em produtos ecológicos no Brasil, o EcoMercado.

A história de sua vida é contada pelo jornalista Guilherme Fiúza, (mesmo autor dos best-sellers “Meu Nome não é Jhony” e “Giane”) no livro “Amazônia 20º Andar”.